segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

ESTILO RONALDINHO

Um dos momentos inevitáveis de quem esta passando pelo tratamento do câncer de mama é a temida perda dos cabelos, isso por causa da agressividade dos medicamentos que chegam chegando pra acabar com tudo de ruim (mas leva um pouco do que é bom tb)
Eu ja vinha me preparando para ela desde o diagnóstico. Não sei se "preparar" seria a palavra certa até pq essa fase me causou grande ansiedade e curiosidade, afinal quem ja foi ruiva, loira, morena, de cabelo curto e cabelo comprido só faltava mesmo ficar careca.
O preparativo para a chegada do momento foi grande, comprei vários lenços, me emprestaram perucas mas quando foi chegando a hora, no décimo quarto dia após a primeira quimio, quando meus cabelos começaram a sair facilmente nas minhas mãos, confesso que "amarelei".
Estava pensando em raspar logo que isso acontecesse mas me faltou coragem, ainda mais quando uma amiga que ja passou por isso, ao pegar nos meus fartos cabelos disse que eu conseguiria ficar com eles até o Natal.
Porém não foi o que aconteceu, no décimo quinto dia (data liquida e certa para todos) os cabelos simplesmente se desprendiam do couro cabeludo. Lençol, travesseiro, chão ... sujeira total.
Tentei cortar o cabelo curtinho mas ao entrar no banho os tufos continuavam caindo.
Fiquei triste? Que nada. A sujeira era tão grande, pq tenho cabelo a beça, que o desespero bateu e decidi "vou raspar agora mesmo porque to ficando nervosa".
Fui no cabeleireiro na minha rua e mandei ver. 
Como tudo que esta acontecendo comigo nessa fase tem a mão de Deus, não poderia ter escolhido profissional melhor para esse momento. Enquanto ele raspava meus cabelos ia me contando a história da mãe que ja passou por isso e curtiu a carequice, de outras clientes e ainda falou que vira e mexe chega alguem precisando fazer o mesmo... aquela sensação de ufa, não sou a única.
A outra coisa boa que me aconteceu foi não sentir dor nem coceiras na cabeça, coisa que acontece com muita gente.
Me olhei no espelho, meus olhos verde brilharam e de verdade, amei o que vi.
Me vi por inteira, tenho a cabeça redondinha e bem bonitinha.
Coloquei um lenço, um boné e fui malhar.
Mais uma etapa passada e que nem doeu.
A sensação de tomar banho careca é fantástica, me sinto mais dona do meu corpo, feliz e bonita.
Ainda quero sair na rua assim pois achei que combinou demais comigo mas ainda estou receosa com a reação dos outros (sim, os outros ainda me incomodam)
Por enqto brinco com os lenços, as perucas ... to bem curtindo esse momento.
E agora, essa sou eu por um período.



15 comentários:

  1. Reee, vc arrasa!!! Amei mesmo! Texto lindo e a foto tbm! Sempre pensei que, se acontecesse comigo, faria uma tatoo bem linda de uma flor. Mas nem pode, que louca né? Mas já pensei várias vezes em raspar (e fazer a tatuagem), deve ser libertador e gostoso. O problema é mesmo o choque que isso causa "nos outros" como vc diz. Adoro tua energia, dá pra sentir lendo teus textos. Beijos, feliz natal!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Queridona, morro de vontade de entrar em uma cachoeira com a cabeça assim pelada hahahah
      Sempre quis ficar careca, claro que não nessas condições mas é libertador sim
      Bjs e otimo ano

      Excluir
  2. Tweed!
    Emocionei-me muito lendo o seu testemunho agora. Sua força e sua capacidade de transformação é um mover de Deus em sua vida que você o honra a todo momento.
    Re estamos aqui te acompanhando sempre.

    ResponderExcluir
  3. linda! boa sorte e arrasa com a careca! beijos Feliz Natal e 2014 Glorioso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bja Mo, um ano lindo pra vc e cuida da nossa Ilha

      Excluir
  4. Como sempre me fazendo chorar.. Linda, guerreira e corajosa como sempre...
    Te amuuuuuuuu... e Tá linda!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mamãe, tb te amo muito
      Obrigada por tudo e ano que vem é nois e a baby
      Bjs e um ano lindo

      Excluir
  5. Renata...que testemunho mais Lindo! Que pena no sábado não estava em casa....queria muito te ver....mas na quarta vou na vó.Hoje é segunda...Dia de rezar por você...Força prima....Vamos que vamos...bjkas no coração...FÉ sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Si. Pena não ter te encontrado na quarta
      Um ano lindo pra vcs
      bjs grandes

      Excluir
  6. Continue linda, firme e forte! Eita mulher retada!
    Muito axé pra ti!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bjs minha querida
      Um ano lindo pra vc
      2014 preciso ir pra ai agradecer a Iemanja
      Bjs

      Excluir
  7. Minha linda,
    Passei por essa situação 1... 2 vezes.
    Evangélica que somos minha mãe tinha um cabelão pra lá da cintura. Na primeira quimio ele não caiu por completo. Meio que renovou. Ao mesmo tempo que enfraquecia outros já nasciam. Assim não passamos por isso. Mas como o tratamento não teve resultado, trocaram os protocolos e ai... cabelo pra todo lado.
    Minha mãezinha resistiu bravamente até o último tufo de cabelo. E sobrou pra quem a tarefa da maquininha? Euzinha.
    Passamos a máquina, e acabou-se o problema do cabelo se prender onde quer que encostasse.
    Amo fotografia, mas mesmo com a insistência dela não quis registrar imagens dela careca. Me negava a aceitar.
    Por fim, num belo dia fiz as fotos e vi o quanto ela era linda. Ainda mais do que eu já sabia. E o quanto eu me pareço com ela, no formato do rosto, seu sorriso. Isso ninguém vai me tirar. Não temos a mesma cor de pele ou seus olhos claros. Mas ela está em mim.
    E voltando... meses depois, num período de euforia versus depressão, num surto de aminésia, meu subconsciente assumiu e mais uma vez estava eu com a maquininha, mas dessa vez a personagem era eu (uma longa história amiga). E lá fui eu experimentar a carequisse. Posso dizer, foi a melhor sensação que já tive, liberdade pura. O banho, tomar chuva até encarar o espelho. Eu que sempre tive baixa auto estima me achava linda como nunca.
    Claro que não tive a mesma carga que vocês ao passar por essa situação. Mas foi um experiência incrível.
    Espero que logo logo seus cabelos voltem a crescer. Por isso, aproveite a liberdade. O mundo vai olhar sim. Mas nunca deixem que vejam apenas semblante de tristeza. Vão se os cabelos ficam sorrisos...

    Desculpe a tamanha invasão. Mas senti de compartilhar rs.

    Se cuida tá.

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário. Volte aqui depois para ler a minha resposta
:)